Quinta, 14 Dezembro 2023

Câmara do Rio mantém a certificação Lixo Zero

A Casa atingiu o índice de 91,3% de desvio de aterro

Fotos: Renan Olaz/CMRJ
Câmara do Rio mantém a certificação Lixo Zero

A Câmara do Rio se tornou o primeiro prédio público do Brasil a conquistar e manter a Certificação Lixo Zero por mais um ano. O presidente do parlamento carioca, vereador Carlo Caiado (PSD) recebeu o certificado oficial na tarde desta quinta-feira, dia 14, no Plenário do Palácio Pedro Ernesto. O reconhecimento, emitido pelo Instituto Lixo Zero e validado pela Zero Waste International Alliance (Aliança Internacional Lixo Zero), indica o comprometimento da gestão de resíduos, visando minimizar a geração de lixo e o encaminhamento aos destinos adequados.

A conquista do certificado acontece depois de uma auditoria realizada por representantes do ILZB no prédio, quando foi constatado que a Casa alcançou o índice de 91,3% de desvio de aterro, que significa a destinação correta dos resíduos recicláveis, orgânicos e especiais. 

Para o presidente Carlo Caiado, manter a certificação é uma vitória para a Casa. “Este é um exemplo importante que estamos dando como legisladores. A questão ambiental e a sustentabilidade têm feito parte da nossa atuação, seja em projetos em lei, na nossa ida para a Conferência do Clima e nas mais diversas ações. Mas, com este certificado, nós estamos demonstrando uma ação concreta dentro do parlamento. Parabenizo a todos os vereadores e servidores que têm se engajado nesse esforço. Esta é uma conquista coletiva.”

Coordenadora da Comissão Interna do Projeto Câmara Sustentável, Maria de Lourdes Campos já pensa nos próximos passos e um deles é estruturar o edifício Serrador. "Nós estamos em um mundo que passa por uma fase muito complicada em relação à sustentabilidade e ao meio ambiente. É fundamental que nós tenhamos o apoio dos vendedores e dos servidores nesse projeto, porque sozinhos não conseguimos mudar nada”, declarou. 

Executiva da Co.Circular e representante do Instituto Lixo Zero Brasil, Rachel Arruda destacou que a conduta do Câmara do Rio pode contagiar outras instituições. “A gente se orgulha muito de ter um prédio público sendo certificado, justamente porque a gente precisa disso para a sociedade como um todo. O Brasil hoje ainda está muito aquém do que deveria estar em relação à gestão de resíduos. Com essa certificação, conseguimos mostrar que é possível promover esta mudança em locais como escolas, estabelecimentos comerciais e até grandes indústrias, que são os grandes geradores.”

Certificação atual abrange prédio anexo

A Câmara se manteve como prédio Lixo Zero, título recebido pela Casa em 2022, o primeiro de um órgão público no Brasil. Desde então, a Casa assumiu o compromisso de adotar boas práticas para o descarte responsável do lixo produzido na sede do legislativo carioca. Foram realizadas diversas ações importantes, como a implementação de um novo fluxo de resíduos no prédio histórico, a instalação de lixeiras para coleta seletiva, o correto encaminhamento de todos os produtos gerados (reciclagem, compostagem e logística reversa), a execução de treinamento para colaboradores e divulgação de materiais educativos. 

Cora Ayres é consultora da empresa Impacta, organização credenciada pelo ILZB que auxiliou a Câmara Municipal do Rio na implementação de todas as ações necessárias para manter a certificação. Ela revelou que em 2023 o desafio cresceu. 

“Ano passado, quando foi obtida a certificação pela primeira vez, o escopo era só para o Palácio Pedro Ernesto e agora nós aumentamos. Além do Palácio, o prédio anexo e seus 11 andares também fizeram parte. Nós realizamos aqui um trabalho de treinamento com todo o pessoal de limpeza, copeiras, para todo mundo ficar por dentro do projeto. Ainda fizemos todo um trabalho de redesign dos coletores, sinalização, ensino de estratégias para fazer a separação, segregação dos resíduos entre reciclável, orgânico e rejeitos”, enumerou Ayres. 

A certificação Lixo Zero

A certificação é concedida pelo Instituto Lixo Zero Brasil,  referência nacional e internacional na disseminação e aplicação do conceito, que consiste no máximo aproveitamento e correto encaminhamento dos resíduos recicláveis e orgânicos, bem como a redução do encaminhamento destes materiais para os aterros sanitários ou para a incineração. 

Ou seja, a conquista da certificação é um reconhecimento de que o prédio faz o máximo aproveitamento e correto encaminhamento de resíduos recicláveis e orgânicos. Desta forma, a Casa promove a sustentabilidade em toda a cadeia de resíduos.

 

 

Veja também:

Jun 17, 2024

Pauta semanal: projetos sobre São Januário e novo Autódromo entram em votação

Sem uma pista para competições de automobilismo desde 2012, a cidade do Rio de Janeiro…
Jun 14, 2024

Rio TV Câmara exibe Reportagem Especial sobre os novos parques urbanos da cidade

Capital da Eco 92 e da Rio+20, conferências que são marcos nas discussões sobre a…
Campanha de doação de sangue realizada pela Câmara em parceria com o Hemorio
Jun 14, 2024

Junho Vermelho: conheça as iniciativas da Câmara do Rio para estimular a doação de sangue na cidade

A doação de sangue salva vidas. Como parte de suas ações para estimular a cidadania…
Jun 14, 2024

Eleições 2024: palestra tem inscrições encerradas, e será transmitida pelo Youtube

A fim de tirar dúvidas e orientar assessores, partidos políticos, vereadores, candidatos…
Jun 13, 2024

Rio pode ter programa de atendimento às vítimas de preconceito religioso e racial

A fim de criar mecanismos de atendimento a vítimas de preconceito religioso e racial na…
Última modificação em Sexta, 05 Abril 2024 18:07

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia
Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121
E-mail: ascom@camara.rj.gov.br

Mapa do site



© 2021-2024 Câmara Municipal do Rio de Janeiro