Sexta, 08 Dezembro 2023

Câmara Juvenil encerra a sua primeira legislatura

Por meio de parceria entre a Câmara do Rio, o Ministério Público do Rio de Janeiro e a Fundação Getúlio Vargas, todos os 51 vereadores juvenis foram presenteados com notebooks

Crédito: Eduardo Barreto/CMRJ
Câmara Juvenil encerra a sua primeira legislatura

“Um marco da cidade, da democracia e da participação política por meio dos jovens.” Assim o presidente da Câmara do Rio, vereador Carlo Caiado (PSD), definiu o projeto da Câmara Juvenil, que encerrou a sua primeira legislatura nesta sexta-feira (08). Durante a solenidade no Plenário do Palácio Pedro Ernesto, os parlamentares mirins foram até a tribuna para celebrar a experiência e falar sobre todo o conhecimento adquirido. Ao longo de seis meses, eles frequentaram sessões presenciais e aulas sobre participação política, processos e noções legislativas. No final, os jovens ainda foram presenteados com notebooks, e os professores receberam Moções de Aplausos. 

Caiado comemorou a parceria com a Secretaria Municipal de Educação para viabilizar o projeto e lembrou que a Câmara Juvenil era um desejo antigo. “Esse foi um sonho que a gente buscou desde o início da minha trajetória, no meu primeiro mandato como vereador, quando apresentei um Projeto de Decreto Legislativo lá em 2005. Já nesta época vimos a importância da educação complementar, da participação política e da representatividade desde cedo.”

À frente da SME, o secretário Renan Ferreirinha disse que a Câmara Juvenil tem um potencial transformador. “Ficamos muito felizes de ver os nossos jovens se engajando tanto pelo bem do Rio de Janeiro. Tenho certeza que esta iniciativa impacta muito a vida das nossas crianças e das escolas. A gente tem que estar envolvido nesse processo de protagonismo juvenil e eles nos lideram neste processo”, refletiu Ferreirinha. 

O vereador Derick Junior mostrou todo o seu orgulho na tribuna. “Esta experiência foi muito especial porque fui o primeiro presidente da Câmara Juvenil. Me sinto lisonjeado em estar pisando aqui hoje”, comemorou o jovem. 

Um momento para ficar na história 

A Câmara do Rio, o Ministério Público do Rio de Janeiro e a Fundação Getúlio Vargas se uniram para presentear os jovens com notebooks e incentivar a participação política dos jovens. Promotor do MP-RJ, José Marinho disse que os estudantes são um alento. “Este é um projeto de esperança. A gente vê uma nova geração surgindo, que vai ser dona desse planeta temporariamente, e já estão criando uma consciência política importante. Foi um dia muito feliz para o Ministério Público, para a FGV e para a Câmara.”

Carlos Alberto Almeida concordou. “É muito impressionante a gente ver esta lição de cidadania dada por esses vereadores juvenis, que são de fato a esperança da nossa sociedade, em quem a gente tem que acreditar para mudar a nossa realidade. É uma iniciativa fantástica e honrosa”, ressaltou um dos representantes da FGV. 

O diretor da Escola do Legislativo Carioca, Guilherme Santoro, se emocionou com os depoimentos que ouviu. “Mais do que tudo acho que o que impactou mesmo a nossa sessão foi a alegria dos jovens vereadores juvenis. Um deles ainda disse que teria sido o melhor ano da vida dele por ter participado. Fico feliz que o projeto tenha agregado e deixado algo positivo para eles.”

Vice-presidente da Comissão de Justiça e Redação da Câmara Juvenil, Loren Sbarra relatou ter vivenciado uma experiência inesquecível. “Estou muito feliz por esta oportunidade de participar do primeiro parlamento. Cada ensinamento e cada momento que tive aqui, eu vou levar para a vida toda. Foi um marco na minha história”, exclamou. 

Projetos de lei da Câmara Juvenil podem entrar em vigor

Professor da Escola do Legislativo, o assessor parlamentar Alexandre Araújo explicou que os projetos de lei aprovados em plenário pela Câmara Juvenil podem se tornar leis de verdade. “Ao todo foram seis proposições legislativas aprovadas e os vereadores podem aproveitar essas aprovações e apresentar no plenário. Já tem parlamentares em contato.”

Uma das propostas aprovadas cria o programa Amigos da Leitura, que visa estimular o hábito por meio de ações como a articulação de parcerias com entidades públicas e privadas para a distribuição gratuita de livros, além de estimular a participação de responsáveis no processo de formação leitora. A matéria é de autoria dos vereadores juvenis Miguel Assis e Evelyn Veras. 

O vereador Prof. Célio Lupparelli (PSD) apontou que o parlamento carioca está no caminho certo e que a formação de novos líderes é fundamental. “Nós precisamos incentivar as pessoas a participarem da política para evitar a entrada de oportunistas que não estão interessados na própria política, na cidadania e na promoção da justiça social”, sublinhou o parlamentar. 

O projeto da Câmara Juvenil

A Câmara Juvenil é um projeto feito em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e tem como finalidade dar a oportunidade para que estudantes do 4° ao 9° anos conheçam o dia a dia do legislativo municipal e atuem como verdadeiros vereadores. Todos os parlamentares desta primeira edição já haviam sido eleitos para os grêmios estudantis e Conselho Escola Comunidade nas suas respectivas unidades de ensino, e tiveram mandato na Câmara até o fim deste ano, representando, proporcionalmente, todas as Coordenadorias Regionais de Educação da cidade.

 

 

Veja também:

Jul 18, 2024

Agora é lei: cidade do Rio ganhará novo autódromo após 12 anos

Foi sancionada, nesta quinta-feira (18/07), após ser aprovada na Câmara de Vereadores do…
Jul 16, 2024

Agora é Lei: divulgação do direito de troca de implante mamário para tratamento de câncer se torna obrigatória

A cidade do Rio terá uma campanha permanente de conscientização e divulgação do direito…
Jul 16, 2024

Agora é Lei: unidades públicas e privadas de saúde do Rio deverão ter climatização em áreas de espera

Foi sancionada, nesta terça-feira (16/07), a Lei 8.489/2024, que determina que as áreas…
Jul 12, 2024

Visitas ao Palácio Pedro Ernesto têm horário ampliado em julho

O Palácio Pedro Ernesto, sede da Câmara do Rio, está de portas abertas para visitação do…
Jul 11, 2024

Sancionada lei que cria programa para atendimento de vítimas de preconceito religioso e racial

Foi sancionada, nesta quinta-feira (11/07), a Lei 8.473/2024, que cria o Programa…
Última modificação em Sexta, 08 Dezembro 2023 20:43

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia
Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121

Mapa do site



© 2021-2024 Câmara Municipal do Rio de Janeiro